Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Selecção r e k

Selecção r e k

Opinião

Recomendo vivamente a leitura da opinião de Marta Paz, ao jornal Público, intitulada a "Agricultura, alimentação e natureza", a qual deixo aqui um pequeno excerto. 

A Europa produz comida em excesso. Graças essencialmente à nossa produção, temos comida disponível nas lojas para alimentar cerca de 136% da população europeia, apesar de não conseguirmos assegurar a sua adequada distribuição por todos. Ainda assim, os agricultores europeus continuam a ser pressionados para produzir mais quantidade por menos dinheiro, deixando para segundo plano os custos sociais e ecológicos que daí resultam.

 

 

Número de patentes "verdes" tem descido desde 2010

O número de patentes portuguesas para projetos nas áreas ambientais diminuiu desde 2010 e a percentagem mais baixa do total de pedidos registou-se em 2013, com 20 casos, revela o Relatório do Estado do Ambiente 2014.

"Observando a evolução do número total de pedidos nacionais de patentes 'verdes' ao longo dos últimos 14 anos, e apesar das variações pontuais registadas, é possível verificar que, após um crescimento sustentado na primeira década, nos últimos três anos, este indicador tem vindo a decair", refere o documento, divulgado pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA).

Em 2013, foram pedidos 20 registos de patentes na área 'verde', depois dos 27 do ano anterior, dos 36 de 2011 e dos 51 de 2010, o número mais elevado desde 2000.



Ler mais: http://visao.sapo.pt/numero-de-patentes-verdes-tem-descido-desde-2010-agencia-portuguesa-ambiente=f808216#ixzz3Pr5x52Mb

Green Project Awards premeiam hoje melhores iniciativas amigas do ambiente

Os melhores projetos amigos do ambiente, de um grupo de propostas finalistas, são hoje premiados numa cerimónia em Lisboa e vão desde uma aldeia pedagógica à gestão florestal ou à plantação de 100 mil árvores.

A cerimónia dos Green Project Awards Portugal, em sétima edição, acontece ao mesmo tempo de uma conferência sobre "Economia Verde", ocupando toda a tarde o grande auditório da Culturgest, na capital portuguesa.

Em causa estão projetos em sete categorias (agricultura, mar e turismo; cidades sustentáveis; consumo sustentável; information technology; iniciativa jovem; iniciativa de mobilização e produto ou serviço), tendo o Green Project Awards distinguido já 60 projetos em Portugal, num total de 1000 candidaturas.



Ler mais: http://visao.sapo.pt/green-project-awards-premeiam-hoje-melhores-iniciativas-amigas-do-ambiente=f807765#ixzz3PSwEpe9V

Pesadelo ambiental trava o automóvel sonhado por milhões de chineses

Milhões de chineses já compraram o seu primeiro automóvel e milhões de outros gostariam de fazer o mesmo, mas muitos deles terão de esperar meses ou anos para poderem concretizar esse sonho.

Devido ao aumento da poluição e do congestionamento do trânsito, Pequim, Xangai e seis outras grandes cidades decidiram limitar a venda de automóveis. A última a adotar essa medida foi Shenzhen, uma próspera Zona Económica Especial, adjacente a Hong Kong.

A partir da próxima segunda-feira, o município de Shenzhen concederá apenas 100.000 matrículas por ano: a maioria (60.000) será atribuída por lotaria e as restantes leiloadas.

 

Pesadelo ambiental trava o automóvel sonhado por milhões de chineses

Balanço de 2014: Os melhores factos ambientais do ano que chega ao fim

O ano de 2014 foi marcado pela continuação da crise financeira e económica dos últimos anos, ainda que se tenha assistido a uma pequena recuperação económica do país. Num contexto cada vez mais premente de alteração de comportamentos, de modo a garantir a sustentabilidade do nosso Planeta, o grande desafio passa por conseguir conciliar futuramente o crescimento económico, em todas as vertentes que o mesmo implica, com atitudes individuais e coletivas mais respeitadoras do Ambiente.

A crise financeira que temos vindo a atravessar, para além de ter como consequência a diminuição do bem-estar da maior parte da população, tem acabado também por desviar a atenção da opinião pública dos graves problemas ambientais que continuamos a viver, tanto a nível local, como global. Seguindo uma lógica centrada no curto prazo, e muitas vezes sob pressão dos organismos internacionais e entidades privadas que continuam a condicionar as nossas políticas, tem-se vindo a assistir, também no plano ambiental, a várias decisões pautadas por objetivos imediatistas, ao invés de privilegiar ações com implicações positivas a médio e longo prazo.

Como tem acontecido em anos anteriores, a Quercus faz pois um balanço ambiental relativo ao ano de 2014, selecionando os melhores e os piores factos, e apresentando algumas perspetivas para o ano de 2015.

 

Link da notícia, Naturlink

Balanço ambiental de 2014 e perspectivas para 2015

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Calendário

Junho 2016

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930