Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Selecção r e k

Selecção r e k

As Plantas e a Engenharia Natural ao serviço da Restauração Ecológica e da Conservação da Natureza

O planeamento, construção e gestão de espaços tendencialmente sustentáveis, exigem princípios de orientação baseados na optimização das potencialidades dos sistemas vivos enquanto materiais de construção e a sua modelação às actividades humanas.A exigência de proteger os recursos naturais e restaurar as funcionalidades ecológicas do território, constitui actualmente um imperativo para a compatibilização dos usos e das actividades humanas com o equilíbrio dinâmico dos sistemas naturais.As acções de intervenção no espaço pensadas para melhorar as condições de vida das populações, preconizam frequentemente a introdução abusiva de sistemas artificiais estáticos, quer seja ao nível de tipologias de construção quer ao nível da utilização de espécies exóticas, que contrariam o natural processo contínuo e mutável do espaço.

Link, Naturlink

Cortinas de Abrigo

As cortinas de abrigo são elementos estruturantes numa paisagem agrícola. Estas podem ser remanescentes de antigas florestas, resultado de colonização espontânea ou plantadas devido à sua importância para a agricultura, fauna e flora. As cortinas de abrigo de paisagens agrícolas, compostas por árvores e arbustos, têm um papel fundamental para a protecção das culturas agrícolas, do gado e da fauna e flora silvestres, particularmente em zonas muito expostas ao vento, como nas regiões costeiras. Comparativamente a áreas expostas, a velocidade do vento é reduzida em cerca de 30 a 50% numa área protegida por uma cortina de abrigo.

Link, Naturlink

 

Um campo fértil para a ecologia

Defendiam a preservação da vida selvagem. Lutaram contra a energia nuclear. Propunham um renascimento rural contra o modelo de desenvolvimento urbano que a europa já questionava e os portugueses, libertados do Estado Novo, ainda ansiavam “sem capacidade crítica”. Escreveram e publicaram para ensinar e divulgar modelos de vida e fontes de energia ditas então “alternativas”, com apelos à utilização da energia eólica ou solar, que só recentemente se instalaram nas nossas paisagens. Almejaram uma ecologia total, que partia do equilíbrio entre espírito, corpo, sociedade, planeta, conceitos pelos quais alguns deles se deixaram cativar nas experiências do exílio, durante o Salazarismo.

Link, Público

Número de patentes "verdes" tem descido desde 2010

O número de patentes portuguesas para projetos nas áreas ambientais diminuiu desde 2010 e a percentagem mais baixa do total de pedidos registou-se em 2013, com 20 casos, revela o Relatório do Estado do Ambiente 2014.

"Observando a evolução do número total de pedidos nacionais de patentes 'verdes' ao longo dos últimos 14 anos, e apesar das variações pontuais registadas, é possível verificar que, após um crescimento sustentado na primeira década, nos últimos três anos, este indicador tem vindo a decair", refere o documento, divulgado pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA).

Em 2013, foram pedidos 20 registos de patentes na área 'verde', depois dos 27 do ano anterior, dos 36 de 2011 e dos 51 de 2010, o número mais elevado desde 2000.



Ler mais: http://visao.sapo.pt/numero-de-patentes-verdes-tem-descido-desde-2010-agencia-portuguesa-ambiente=f808216#ixzz3Pr5x52Mb

Biotecnologia

O termo Biotecnologia é relativamente recente – por certo não chegará a ser centenário!
Porém, o fazer e beneficiar da Biotecnologia são tão velhos quanto a humanidade.
Quando identificamos o uso da Biotecnologia em civilizações milenares da Mesopotâmia, Egito ou Índia, provavelmente, estamos a olhar para registos que descreviam o que nessa época já se praticava há muitos séculos.
Por causa de muitas escolhas do passado, a humanidade vê-se hoje a braços com graves problemas que vão desde a produção de alimentos e energia à manutenção de um ambiente compatível com a vida. Sustentabilidade, tornou-se palavra de ordem, e viver com qualidade mas em harmonia com a natureza será a única forma de manter a nossa espécie no planeta.
Neste aspeto, quer recorra à mais sofisticada técnica, quer ao mais simples gesto ao alcance de todos nós, a Biotecnologia tem muito para oferecer.

 

 

Pág. 1/6

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Calendário

Janeiro 2015

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031